Follow by Email

domingo, 18 de setembro de 2011

DIVERSIDADE CULTURAL - INCLUSÃO DOS IDOSOS NA CIDADE DE PELOTAS

CONCEITO DE DIVERSIDADE:



A diversidade (do latim diversĭtas) é uma noção que se refere à diferença, à variedade, à abundância de coisas distintas ou à divergência.

Portanto , é importante a convivência harmônica entre todos os segmentos da sociedade. Independente de classe, raça, nível social, educacional, idade,etc.
A diversidade cultural faz alusão à convivência e interacção entre diferentes culturas. A existência de múltiplas culturas é considerada como um ativo importante da humanidade pelo facto de contribuir para o conhecimento. Cada
pessoa, por outro lado, tem o direito a que a sua cultura seja respeitada tanto por outras pessoas como pelas autoridades.
Face a isso e em virtude de nosso trabalho escolhemos fazer o trabalho considerando a inclusão dos idosos na sociedade, qual a sua situação, o respeito que se deve à sua condição.

             O idoso antigamente era destituído de qualquer protagonismo social. Morriam mais cedo, o número de idosos era menor.
        A realidade atual é diferente. O aumento da proporção de pessoas idosas na pirâmide social é o indicador da modificação ocorrida, da importância e do peso que os mesmos possuem no contexto social atual.
A questão dos idosos antes era considerada sob o aspecto dos gastos que causavam levando em conta o aspecto previdenciário, ou seja, gastos com aposentadoria, pensões e com a saúde. Hoje, além destas, pela presença maciça de idosos no cenário urbano, pelo novo comportamento que apresenta, pelas posições assumidas, que mostram uma nova forma de viver, de relacionar-se, de valorizar-se, a sociedade passou a ter um novo olhar.
        O idoso não só pesa na economia, mas passou a significar muito como consumidor. Bobagem seria não considerar isso, Então o mercado direcionou-se para um segmento que gasta em alimentação, vestuário, saúde, lazer, cultura, entretenimento.
        O retrato do idoso hoje expressa alguém que atua socialmente, influencia que está ao seu redor, interage passando experiência e sabedoria, daí a utilização do termo utilizado “protagonismo social”. Não fica apenas como alguém que assiste, mas sim como participante, podendo se constituir ora em principal, ora coadjuvante, mas não mais como alguém sem voz.
        Isto implica na atuação, interação, convivência e sensação de pertencimento que é um sentimento extremamente benéfico para a saúde emocional e física do idoso.
        Os idosos atuam, interagem, vivem no aqui e agora, porém não se deixando sucumbir aos apelos do mundo consumista, líquido e fugaz , ao contrário agem com a sabedoria que o tempo lhes concedeu atuando , mas preservando atitudes sensatas, apreciando as coisas duráveis, permanentes criando territórios com os quais se identificam.
        O perfil do idoso atual é indicativo de um ser consciente, esclarecido, pró-ativo, participativo, flexível, aberto às mudanças, tolerante, capaz de interagir com os de sua geração assim como com os mais jovens.
        Não podemos esquecer que tomamos por base sempre o idoso saudável, que não foi atingido por enfermidades ou patologias que possam tirar-lhes a autonomia, a mobilidade, a sanidade, o livre arbítrio.
                             GRUPOS DE TRABALHO EM ATIVIDADE COM IDOSOS

                                          CETRES/UCPEL

 Inclusão social- geração de renda

 clique aqui para saber mais 
 Link para vídeo produzido sobre o tema acima exposto.

                                                           http://www.youtube.com/watch?v=wrHgmf0lghY

veja também em




Nenhum comentário:

Postar um comentário